Nova Scotia

Emblema Nova Scotia

Capital: Halifax

Nova Scotia significa Nova Escócia em latim. A província foi assim nomeada pelo primeiro grupo de exploradores a reivindicar posse da terra: os escoceses. Muito antes dos europeus chegarem à região, ela já era habitada pelo povo indígena Mi’kmaq que viveu e ainda vive lá.

Em 1592, os franceses enviaram uma frota para o oeste da província. Eles nomearam a região de Arcadie, que significa solo fértil. Após um inverno rigoroso eles mudaram-se para o centro da ilha em 1605 e lá construíram um posto de troca chamado Port Royal. Este foi o primeiro povoado francês permanente no Novo Mundo, tornando-se uma colônia chamada Acádia.

Três anos após a fundação do posto Port Royal, os ingleses também fundaram seu primeiro povoado no Novo Mundo em Jamestown, Virgínia. Enquanto os ingleses avançavam em direção ao norte, os franceses começaram a temer esta aproximação, uma vez que ao chegarem próximo ao rio St. Lawrence, os ingleses poderiam bloquear o uso do rio para o transporte de suprimento do povoado entre as duas maiores cidades, Montreal e Quebec. Por este motivo, em 1713, o rei Louis XIV ordenou a construção de um fort na ilha de Cape Breton para proteger Acádia da entrada dos ingleses pelo rio St. Lawrence.

Anos após sua construção, os dois países entraram em guerra, com a vitória temporária dos ingleses. Após a assinatura do tratado de paz, os ingleses devolveram o posto francês tomado durante a guerra. Os ingleses decidiram então construir seu próprio forte, e, em 1749 os ingleses enviaram 2000 tropas e colonizadores para iniciar um povoado onde hoje se encontra Halifax. Eles iniciaram a construção do forte chamado Halifax Citadel no ponto mais alto da região. Com o passar dos anos a cidade tornou-se uma forte base naval que hospedou primeiramente a Marinha Real Inglesa e hoje a Marinha Canadense.

Bandeira Nova Scotia

Com o passar dos anos, a área chamada América do Norte Britânica cresceu e as províncias Nova Scotia, New Brunswick, Quebec e Ontário, uniram-se formando um só país chamado Canadá.

O Brasão da província foi confeccionado a pedido do rei inglês Charles I. O seu todo homenageia seus exploradores e descobridores. O escudo, as mãos e o lema simbolizam a Escócia. Seus sustentadores, o unicórnio e o aborígine lembram suas origens, a Escócia e o povo Mi’kmaq.

A bandeira da província é uma inversão da bandeira Escocesa com o brasão no seu centro. Com o passar dos anos, imigrantes da França, Escócia, Inglaterra e América, entre outros, se têm unido ao povo aborígine Mi’kmaq tornando esta região única e especial.

Maiores Informações:

Principais Cidades:

Halifax

Conhecida por Chebucto, ou grande costa, pelo povo aborígine Mi’kmaq que vivia na região, Halifax foi fundada em 1749 pelos britânicos como uma base naval e militar. Nomeada em homenagem ao Lorde Halifax, presidente do Conselho Britânico do Comércio, a nova comunidade tornar-se-ia posteriormente o maior centro de comércio internacional. Em ambos os casos a posição geográfica e sua magnífica costa contribuíram para o crescimento da região.

Desde o início, Halifax tem-se provado uma comunidade muito inovadora, orgulhando-se de ter sido sede do primeiro jornal canadense (1752), o primeiro posto do correio (1755) e a primeira assembléia representativa (1758). Porém, foi a guerra que contribuiu para o desenvolvimento e crescimento rápidos da comunidade. Halifax foi base estratégica das operações inglesas na Guerra dos Sete Anos, na Guerra da Independência Americana, nas Guerras Napoleônicas e na Guerra de 1812. Como resultado destas guerras, mais e mais pessoas fizeram de Halifax sua residência, e a comunidade passou de uma pequena fortaleza e vilas residenciais a uma cidade. Em 1818, Halifax tinha-se transformado num porto livre, permitindo o livre movimento de mercadorias através do porto.

Em 1842, a cidade de Halifax foi incorporada ao Canadá, elegendo pela primeira vez seu próprio prefeito. Agora a cidade mais rica no domínio per capita, Halifax serviria como lugar de origem das duas maiores instituições financeiras do Canadá: o banco The Royal Bank of Canada e o banco Nova Scotia (1832). Halifax também foi lar de empresários como Samuel Cunard, cuja construção de barcos a vapor lhe rendeu o apelido de “o leão do vapor”, por revolucionar os carregamentos transatlânticos. A cidade teve sua bolsa de valores em 1874.

Embora a guerra tivesse contribuído significativamente para o crescimento econômico de Halifax, também foi a causa de um dos maiores desastres humanos que o mundo já viu. Em 6 de dezembro de 1917, dois navios, um deles carregado de munições com destino à Europa, colidiram na costa de Nova Scotia. A explosão resultante dizimou a parte norte da cidade e matou aproximadamente 2000 pessoas. A reconstrução da cidade deu-se pela coragem do povo que nela vive. Anos mais tarde, a Segunda Guerra Mundial trouxe a prosperidade e o crescimento econômicos à cidade, demonstrando outra vez sua importância como uma base naval e militar.

Em abril de 1912, Halifax foi o centro de resgate dos passageiros do Navio Titanic, que havia naufragado. Muitas das peças mobiliárias ainda se encontram na cidade. Os cemitérios da cidade também receberam 150 dos resgatados, sendo um terço deles não identificados.

Anos depois a cidade continuou sua moderna evolução passando por grandes mudanças em 1996. Nesse ano, Halifax, Dartmouth, Bedford e Halifax County uniram-se formando a municipalidade regional de Halifax (HRM). Logo após a união, o negócio regional e os líderes políticos reuniram-se para formar a Grande Parceria de Halifax. Esta Parceria deu início ao crescimento econômico sustentado da grande Halifax. Graças aos esforços de seus moradores, e de seus investidores, aquela comunidade continua, e continuará a crescer e prosperar.

Sobre a Cidade:

Atrações:

Parques e Trilhas:

Museus:

Teatros:

Galerias de Arte:

Cassinos: