New Foundland e Labrador

Emblema New Foundland e Labrador

Capital: St. John's

Localizada no nordeste do Canadá a província de Newfoundland e Labrador se encontra mais próxima da Europa que qualquer outra parte do continente norte americano.

Com uma área de 405,72Km2 é a décima província canadense é formada por duas áreas distintas: a ilha de Newfoundland e a região de Labrador.

Newfoundland, chamada Terra Nova pelo explorador português João Vaz Corte-Real em 1472, está separada do continente pelo estreito de Belle Isle. Em sua região foram encontrados os únicos indícios de um povoado Viking na América do Norte. Outros povos exploraram a região, usufruindo especialmente da pesca.

Labrador também tem seu nome de origem portuguesa e foi batizada pelo explorador João Fernandes Lavrador em 1492. Devido à dificuldade de locomoção em terra e mar, a região não foi e nem é muito povoada.

Após 1964 as duas regiões formaram uma só província chamada Newfoundland e Labrador, porem com as constantes disputas de Quebec pela posse das terras de Labrador a região não utilizava seu nome completo. Somente em 2001 este nome foi oficialmente utilizado pondo fim às disputas.

Em 1637 o brasão foi criado para uma empresa privada e em 1928 ele foi re-introduzido oficialmente.

Bandeira New Foundland e Labrador

No escudo estão representados a cruz de St. George (protetor da Inglaterra), o leão real (referindo-se ao escudo da Inglaterra) e o unicórnio (referindo-se ao escudo da Escócia). O veado foi escolhido como representante para Newfoundland, os Beothuk representando o povo indígena da região e o lema “Seek ye first the kingdom of God” – “Buscai primeiro o reino de Deus” do livro de Mateus 7:23.

A bandeira da província foi adotada em 1980 e suas cores representam o passado, o presente e o futuro da província de Newfoundland e Labrador. O azul simboliza o mar; o branco, a neve e o gelo; o vermelho, o esforço humano e o dourado, a confiança no povo. Desde sua confecção esta bandeira tem guiado o povo da região em direção a um futuro próspero.

Maiores Informações:

Principais Cidades:

St. John´s

Foto de Victoria

Localizada na costa da península de Avalon, a cidade de St. John é a colônia mais antiga da América do Norte.

Descoberta em 1497 pelo explorador europeu John Cabot e declarada propriedade do Império Inglês em 1583 por Sir Humphrey Gilbert, a colônia mudou de “dono” algumas vezes entre a França e a Inglaterra. A colonização da região teve início somente em 1610 quando a rainha Elizabeth I declarou a soberania inglesa sobre Newfoundland.

Devido às facilidades proporcionadas pelos campos de pesca e o porto, a população cresceu vagarosamente na costa de Newfoundland, o que a tornou o maior centro comercial e fornecedor de serviços da região.

A comercialização de peixes salgados atingiu o auge no período das guerras napoleônicas atraindo milhares de imigrantes à província. Após a primeira Guerra Mundial, porém, o preço desta mercadoria caiu drasticamente, o que levou ao crescimento lento da região.

A região foi incorporada ao Canadá, em 1921 após ter recusado o primeiro convite para ingressar no território canadense.

Hoje, a maioria da região central de Newfoundland ainda encontra-se inexplorada. A cidade de St. John’s manteve seu charme original, sua arquitetura única, explorando agora o seu centro histórico e beleza natural. Além de vários tipos de baleias, a vida marinha regional e as geleiras sazonais que podem ser avistadas da costa ou de barcos turísticos, a cidade ainda apresenta um santuário de pássaros nas redondezas.

Sobre a Cidade:

Atrações:

Museus:

Teatros:

Galerias de Arte:

Igrejas:

Parques & Trilhas:

Corner Brook

Foto de Corner Brook

A história de Corner Brook e sua região é longa e diversificada. Por muitos anos, os habitantes e os nativos da região viviam e trabalhavam às margens da baía de “The Bay of Islands” e no vale “Humber River Valley”.

James Cook, o famoso cartógrafo e explorador inglês, foi o primeiro a chegar e mapear a região da baía de Corner Brook. Durante o verão de 1767 ele se dedicou a mapear a região sendo assim homenageado com um monumento – Captain James Cook Monument.

A região serviu como ponto de encontro, mercado e distribuição dos peixes pescados por pescadores locais no estreito “Strait of Belle Isle”, o local tornou-se uma colônia como resultado da construção da estrada de ferro que corta a ilha e a construção de uma fábrica de celulose e papel por volta de 1920. Durante a guerra de 1939-1945 a cidade e seu comércio prosperaram e logo após a Segunda Guerra Mundial campos de plantação foram criados aumentando a quantidade de empregos e povoando a região.

Sobre a Cidade:

Atrações:

Museus:

Teatros:

Parques & Trilhas:

Devido a volatilidade cambial, não temos valor de cambio fixo nesta data.
Favor consultar-nos para pagamentos.